quarta-feira, 7 de junho de 2017

Lâmpada Série Inteligente

Aqui temos uma versão, embora passiva, mas nada impede de ser inteligente.

A Lâmpada série protege o equipamento contra possíveis curtos, evitando danificar o próprio circuito ou equipamento em teste, assim como a própria rede elétrica local.

Tensão de alimentação - 110 ou 220 volts.

Potência Máxima de Carga - 400 watts

Potência Máxima de Carga em P2 - 110 watts em 110 volts ou 220 watts em 220 volts.

Ligando o equipamento L1 acenderá com brilho intenso se estiver em curto e com brilho normal ou mínimo com brilho muito suave.

Resumindo:

Se o equipamento em teste estiver bom, o brilho da lâmpada será muito fraco.

Se o equipamento estiver em curto ou com algum problema relacionado, a lâmpada acenderá com brilho em excesso.

Esta avaliação é dada conectando o equipamento, através da tomada elétrica P1.

Enfatizamos sobre o brilho da lâmpada:

- se o brilho for forte demais, o equipamento em teste está com alto consumo, algo vai mal.

Não ligue jamais equipamentos com potência superior a 400 watts.

Ferros de passar roupas e chuveiros elétricos jamais deverão ser ligados no nosso projeto.

O que devemos saber é o seguinte:

- Brilho intenso, algo está ruim.

- Brilho normal, abaixo do normal, quase que apagado, tudo está normal, bom.

L2 indica que há um equipamento ligado em nosso circuito e que está energizado, P1 ou P2 está sendo alimentado, apenas como piloto, advertência.

A lâmpada Neon NE-1 indica que o fusível está normal, não está aberto.

Vejam o grau de segurança deste circuito de teste, dizemos antes que apesar de ser passivo consideramos um circuito inteligente.

NE-1 indica que o circuito todo está sendo energizado, está funcionando.

L2 indica que P1 ou P2 está sendo alimentado por algum equipamento.

L1 indica o estado do equipamento, se está bom ou ruim.

D1 é apenas uma proteção de P1 e P2.

S1 liga a lâmpada L1 e em consequência todo o nosso circuito.

S2 tem uma função muito importante:

- só deve ser fechada se houver certeza de que tudo está bem com os equipamentos em teste em P1 ou P2.

- S2 faz conexão direta com a rede elétrica.

- na verdade S2 serve para a finalidade de consumo, pois quando fechada, S1 não deve ser fechada.

- quando ligamos S2, a lâmpada L2 acende.

Com o tempo, poderão até modificar S2 e L2 para uma medida de consumo, que não é nosso caso aqui.

Para os mais experientes ou mesmo com a própria utilização do circuito, a familiarização, perceberão que S2 e L2 também são importantes.

Assim como D1, poderão adicionar mais diodos, modificando esse circuito em S2 e L2, construindo um simples e eficiente medidor de consumo.

Existem muitas maneiras de modificar um circuito eletrônico, não somente essa, mas a maioria.

Mas isso é conforme a necessidade, não necessariamente de início.

Resumindo:

- S2 faz a conexão direta com o circuito à rede elétrica local.

P2, juntamente dom D1, fornecem alimentação de média potência.

Normalmente P2 é usado para equipamentos até 100 watts em 110 volts e 200 watts em 220 volts.

Um exemplo é dado, ligando um ferro de soldar em P2, obtendo uma potência de meio aquecimento.

Vejam que P1, P2, S1, S2, L1 e L2, todos tem sua função específica, é um circuito de múltiplas funções e que o técnico está em constante necessidade de uso.

Como podem ver, anteriormente, anos atrás, quando existia uma separação em Eletrotécnica e Eletrônica, diríamos que esse projeto deveria ser somente aos Eletrotécnicos, mas como a Eletrônica se encontra em Todas as Áreas e setores, esse circuito também serve para todos os setores de manutenção e testes onde elétrica e eletrônica se encontram.

Atenção ===> nunca montem esse circuito em caixa metálica, deverá ser montado em caixa plástica ou de madeira.

As Lâmpadas deverão ser de acordo com a rede elétrica local.

L1 é de 60 a 75 watts.

L2 é de 5 watts ou 15 watts.

A lâmpada neon é a NE-2H.

R1 deverá ser de 100kΩ a 470kΩ de 1/4 de watts ou mais.

Preferimos D1 o diodo 1N4007 ou BY127, poderíamos usar em 110 volts o diodo 1N4004, mas como o uso se limita somente a 110 volts, melhor usar logo um diodo que serve para as duas redes locais(1N4007 ou BY127).

Prova de Funcionamento:

- Desligue S1 e S2.

- Ligue na tomada, energizando o circuito.

- NE-1 acende.

- Ligue S1.

- L2 acende.

- Ligue um aparelho bom em P1.

- Veja o brilho de L1.

- Mantenha S2 sempre aberta.

Quando S2 é ligada, o equipamento conectado é alimentado com a potência normal, sem perdas, assim como dizemos acima, S2 funciona basicamente como medidor de consumo e até mesmo podemos dizer que há uma proteção de sobrecarga da rede.

O uso desse projeto irá abrindo portas para novas idéias.

Ligaremos equipamentos em P1 quando queremos testá-los, e em P2 para obtermos uma alimentação reduzida.

Optamos em uma ponta de prova, como vemos logo abaixo.

Essas pontas de prova podem ser usados em equipamentos eletrotécnicos e eletrônicos, como exemplo, ventiladores, liquidificadores e outros mais.

Com essa ponta de prova, podemos usar como provador de continuidade.

Essa prova de continuidade deve ser feita em equipamentos que aceitam grandes tensões e correntes, não devem ser executados em equipamentos de baixo sinal.

Somente use essas pontas de prova em equipamentos que usam motores, ou até mesmo para teste de lâmpadas de 220 ou 110 volts.

Mais uma vez queremos alertar que só use as pontas de prova, se estiver certo do que está fazendo.

Sempre, quando for efetuar algum teste ligando S1, P1 ou P2, jamais ligue S2.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.